segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Ainda sinto a doçura dos beijos que mãe me deu



Um dia ouvi uma cantoria de Valdir Teles e João Gonçalves em que foram desafiados com o mote que uso neste verso. Usando esse belíssimo mote fiz a seguinte glosa:

Hoje estou velho e cansado 
Da vida só a saudade 
Mas da minha mocidade 
Eu ainda tô lembrado 
Minha mãe era um cuidado 
Com o meu irmão e eu 
O meu pai, orgulho meu 
Trabalhava com lisura 
Ainda sinto a doçura 
Dos beijos que mãe me deu. 

No roçado o sol malvado 
Nos queimava todo dia 
Era pouca a alegria 
Com o trabalho pesado 
Mas meu pai esperançado 
Bom futuro prometeu 
Antes disso ele morreu 
Mesmo com a lembrança escura 
Ainda sinto a doçura 
Dos beijos que mãe me deu.