sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Lembranças

Sempre no meio da noite
O vento traz o teu cheiro
Fazendo-me relembrar
Nosso beijo derradeiro
E um rio de nostalgia
Me preenche por inteiro.
Com o coração em prantos
Que escorrem pelo rosto
O desejo de te ter
Em meu peito é reposto
Mas a distância me traz
A penúria e o desgosto.
Sem dúvidas em minha vida
Fostes um amor-amigo
Quando tristes eu estava
Tu fostes o meu abrigo
Peço a Deus pra ter a sorte
De poder sonhar contigo.